Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://deposita.ibict.br/handle/deposita/45
Tipo do documento: mastherThesis
Título: Perfil dos ingressantes na Universidade do Estado de Mato Grosso: implicações do SISU no processo de democratização do acesso
Título(s) alternativo(s): Profile of ingressants in the University of Mato Grosso State: implications of SISU in the process of democratization of access
Autor: Borges, Luiz Francisco
Orientador: Lima, Elizeth Gonzada dos Santos
Primeiro coorientador: Lima, Elizeth Gonzaga do Santos
Primeiro membro da banca: Veloso, Teresa Christina Mertens Aguiar
Segundo membro da banca: Malange, Fernando Cézar Vieira
Resumo: A Política Nacional de Democratização do Acesso à Educação Superior do MEC, instituída pelo Sistema de Seleção Unificada – SiSU, traz consigo, mecanismos com propósito de democratizar as vagas nos cursos superiores públicos nas Instituições de Educação Superior. Neste contexto em 2012 a Universidade do Estado de Mato Grosso – UNEMAT aderiu ao SiSU. Assim em 2013 a UNEMAT passa a ter duas principais formas de seleção (SiSU no primeiro semestre e Vestibular no segundo semestre) a cada ano. Pesquisas realizadas afirmaram que a UNEMAT já tinha um processo de acesso, que era considerado democratizado, quando nos referimos a ingresso. A questão que levantamos nesta pesquisa é: com a adesão ao SiSU, o ingresso continua democratizado? Assim, o objetivo desta pesquisa é compreender a adesão ao SiSU no Câmpus Universitário de Cáceres e sua relação com o processo de democratização da IES. Adota como tipo de pesquisa a abordagem quanti-qualitativa. O procedimento metodológico ocorreu em quatro etapas: na primeira realizamos o balanço de produção; na segunda análise de documentos; na terceira, análise do banco de dados, especificamente dos microdados do ENEM, cruzando-os com o banco de dados da instituição; na quarta etapa analisamos os dados do vestibular. Os instrumentos de pesquisa foram os questionários socioeconômicos do ENEM e do Vestibular. Foram analisados 1.414 questionários do ENEM no período de 2012 a 2014 e 1.445 questionários do Vestibular no período de 2013 a 2015, totalizando em 2.859 questionários dos ingressantes nos 13 cursos de graduação (Agronomia, Biologia, Ciências Contábeis, Ciências da Computação, Direito, Educação Física, Enfermagem, Geografia, História, Letras, Matemática, Medicina e Pedagogia) ofertados pela UNEMAT/Cáceres. Para análise de dados, adotamos o procedimento da estatística descritiva. Os resultados evidenciaram que houve várias mudanças na UNEMAT após a implementação do SiSU como forma de ingresso. Assim: na estrutura da prova do vestibular, implementação de auxílios alimentação e moradia, criação de mecanismos para preenchimento de vagas ociosas, implementação de política afirmativa para estudantes oriundos de escolas públicas. Em relação ao perfil dos ingressantes apresentamos os seguintes resultados: mudança no perfil quando comparado o “número de pessoas que residem no mesmo domicílio”, os ingressantes pelo vestibular são estudantes que em sua maioria, residem com até três pessoas, já pelo SiSU, os ingressantes residem em sua maioria com números de indivíduos acima de três pessoas, isto é, pelo SiSU ingressam famílias com maior número de pessoas. A variável “exerce atividade remunerada” houve diferença no perfil. Pelo vestibular ingressaram mais estudantes que declararam que exerciam atividade remunerada, enquanto pelo SiSU ingressaram mais estudantes que na época da inscrição afirmaram que não exerciam atividade remunerada. Verificamos ainda que o SiSU possibilitou a inserção das famílias com menor poder aquisitivo. Famílias estas, com rendimentos de até dois salários mínimos. O Vestibular por sua vez, teve um aumento de percentual de ingressantes com renda familiar de três a cinco salários mínimos. O perfil mudou após adesão ao SiSU, pois encontramos mais estudantes de classe baixa inseridas nos cursos superiores ofertados no Câmpus universitário de Cáceres. Concluímos que após a implementação do SiSU o ingresso continua sendo democratizado. É necessário analisar se esses ingressantes permanecem no curso, se concluem no tempo mínimo de integralização. Dessas questões devem emergir novas pesquisas em relação as políticas de permanência.
Abstract: The National Policy of Democratization of Access to Higher Education, instituted by the Unified Selection System - SiSU, Brings with it, mechanisms with the purpose of democratizing the vacancies in the public superior courses in the Institutions of Higher Education. In this context in 2012 the State University of Mato Grosso - UNEMAT joined the SiSU. Thus in 2013 UNEMAT will have two main forms of selection (SiSU in the first semester and Vestibular in the second semester) of each year. Research carried out stated that UNEMAT already had an access process, which was considered democratized, when referring to admission. The question that we raise in this research is: with the adhesion to the SiSU, the ticket remains democratized? Thus, the objective of this research is to understand the adherence to SiSU in the University Campus of Cáceres and its relation with the process of democratization of HEI. It adopts as a type of research the quanti-qualitative approach. The methodological procedure took place in four stages: in the first one, we performed the production balance; In the second analysis of documents; In the third, analysis of the database, specifically of the ENEM microdata, crossing them with the database of the institution; In the fourth stage we analyzed the vestibular data. The research instruments were the socioeconomic questionnaires of the ENEM and the Vestibular. A total of 1,414 ENEM questionnaires were analyzed during the period from 2012 to 2014 and 1,445 Vestibular questionnaires from 2013 to 2015, totaling 2,859 questionnaires from the 13 undergraduate students (Agronomy, Biology, Accounting, Computer Science, Law, Education Physics, Nursing, Geography, History, Letters, Mathematics, Medicine and Pedagogy) offered by UNEMAT / Cáceres. For data analysis, we adopted the descriptive statistics procedure.The results showed that there were several changes in UNEMAT after the implementation of SiSU as a form of entry. Thus: in the structure of the vestibular test, implementation of food aid and housing, creation of mechanisms to fill idle vacancies, implementation of affirmative policy for students from public schools. In relation to the profile of the students, we present the following results: a change in the profile when comparing the "number of people living in the same household", the students entering the university entrance examination are students who, for the most part, reside with up to three people, by SiSU, The majority of the students are enrolled with more than three people, ie SiSU enrolls families with larger numbers of people. The variable "exerts paid activity" there was difference in the profile. By the vestibular more students entered that declared that they exercised activity remunerated, whereas by the SiSU more students entered that at the time of the inscription they affirmed that they did not exercise paid activity. We also verified that the SiSU allowed the insertion of families with lower purchasing power. These families, with incomes of up to two minimum wages. The Vestibular, in turn, had an increase in the percentage of new entrants with a family income of three to five minimum wages. The profile changed after joining the SiSU, as we found more low-class students enrolled in the higher courses offered at the University Campus of Cáceres. We conclude that after the implementation of the SiSU, the ticket continues to be democratized. It is necessary to analyze if these students stay in the course, if they finish in the minimum time of payment. From these questions, new research should emerge regarding the policies of permanence.
Palavras-chave: Acesso à Educação Superior
Democratização
Sistema de Seleção Unificada (Sisu)
Perfil Acadêmico
Access to Higher Education
Democratization
Academic Profile
Área(s) do conhecimento: Educação
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado de Mato Grosso Carlos Alberto Reyes Maldonado (Unemat)
Departamento: Universidade do Estado de Mato Grosso, Pró Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Campus Universitário de Cáceres
Programa: Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Educação
Citação: ALMEIDA, Vanusa Aparecida; RODRIGUES, Luiz. Aspectos Histórico do Ensino Superior em Mato Grosso. 2011. Disponível em: http://sbhe.org.br/novo/congressos/cbhe7/pdf/07-0HISTORIA%20DAS%20INSTITUICOES%20E%20PRATICAS%20EDUCATIVAS/AS PECTOS%20HISTORICOS%20DO%20ENSINO%20SUPERIOR%20EM%20MATO%20GROSSO.pdf. Acesso em: 02/07/2016 AREQUE, Ingrid Câmara. O Programa Universidade para Todos - Prouni no Contexto da Reforma Universitária (1990-2010). Universidade Federal do Amazonas. Dissertação. Manaus/AM – 2014. BARBOSA, V. A. Políticas de Democratização da Educação Superior: análise do Programa de Integração e de Inclusão Étnico-Racial da Unemat – Piier/Unemat (2005/2 a 2011/1). 2013. 159f. Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade do Estado de Mato Grosso, Cáceres-MT. BARDIN, L. Análise de conteúdo (L. de A. Rego & A. Pinheiro, Trad.). Lisboa: Edições 70, 2009. BRASIL. Decreto nº 3.890, de 1901. Approva o Código dos Institutos Officiaes de Ensino Superior e Secundário, dependentes do Ministério da Justiça e Negócios Interiores. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1900-1909/decreto-3890-1-janeiro-1901-521287-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 30/06/2016. _____. Decreto nº 8.659, de 5 de Abril de 1911. Approva a lei Organica do Ensino Superior e do Fundamental na República. _____. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (LDBEN). _____. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico Brasileiro 2010. Brasília, 2011. _____. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira, ano 2014. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=291983. <Acessado em 10/04/2016> _____. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Portaria nº 109, de 27 de maio de 2009. Dispõe sobre alterações no Exame, Nacional do Ensino Médio. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_basica/enem/legislacao/2009/portaria_enem_2009_1.pdf. <Acessado em 10 mar. 2016. _____. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=510250. <Acessado em 13/03/2016> CONCEIÇÃO, Maicon da. História da Educação. Instituto Educacional São Lucas. Santa Filomena - PE. 2013. Disponível em http://pt.slideshare.net/paulodavid980/histria-da-educao-26413712?from_action=save. Acesso em:26/10/2015. CORBUCCI, P. R. Evolução do acesso de jovens à Educação Superior no Brasil. Texto para discussão (IPEA), Brasília: Rio de Janeiro, n. 1950, abr. 2014. COUTINHO, Carlos Nelson. Contra a corrente: ensaios sobre a democracia e socialismo. 2. Ed. ver. E atual. São Paulo: Cortez, 2008. CUNHA, Luís A. Ensino Superior e Universidade no Brasil. In: LOPES, Eliane Marta Teixeira Lopes; FARIA FILHO, Luciano Mendes; VEIGA, Cynthia Greive. (Orgs.).500 Anos de Educação no Brasil.Belo Horizonte: Autêntica, 2003. _____. Luís. A. A universidade temporã: o ensino superior, da Colônia à Era Vargas. 3 ed. São Paulo: UNESP, 2007. DIAS SOBRINHO, José. Educação superior: democratização, acesso e permanência com qualidade. In: PAULA, Maria de Fátima Costa de; LAMARRA, Norberto Fernández. (Orgs.). Reformas e democratização da educação superior no Brasil e na América Latina. Aparecida, SP: Ideias & Letras, 2011. p.121-152. FÁVERO, M. L. A. A universidade no Brasil: das origens à reforma universitária de 1968. Educar, Curitiba, n. 28, p. 17-36, 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/er/n28/a03n28>. Acesso em: 15 junho 2015. FERNANDES, Aline Marques. Avaliação de Programa social de Acesso à Educação Superior: O novo ENEM na Universidade Federal de Lavras. 2013. 96 p. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Administração Pública). Universidade Federal de Lavras. Minas Gerais – MG. FLORES, Cezar Augusto da Silva. A ESCOLHA DO CURSO SUPERIOR NO SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA – SiSU: o caso do curso de enfermagem da Universidade Federal de Mato Grosso, Câmpus Universitário de Sinop. 2013. 181 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Educação). Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT. Cuiabá – MT. GENRO, Tarso. Público, gratuito e de qualidade. ACS. 2004. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/2004.12.16.18.17.49.pdf>. Acessado em 18/03/2016. GIANEZINI, Quelen. O Processo de expansão do ensino superior em Mato Grosso. 2009. Dissertação (Mestrado em Sociologia). Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Porto Alegre. Disponível em: http://flacso.redelivre.org.br/files/2012/07/490.pdf. Acesso em 30/06/2016. GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1991. GOMEZ, Magela Reny Fonticiella. Acesso e permanência de alunos de engenharia da UTFPR - Câmpus Medianeira /Dissertação – Marília, 2015. GUAREZI, R. C. M; MATOS, M. M. Educação a distância sem segredos. Curitiba: Ibpex, 2009. GUIMARÃES, André Rodrigues; MONTE, Emerson Duarte; MORAES, Valéria Silva de. A expansão da educação superior no Brasil: análise a partir dos Programas nacionais PROUNI e FIES. XX Seminário Nacional UNIVERSITAS/Br: Políticas de educação superior no Brasil – expansão, acesso e igualdade social. Anais... João Pessoa, UFPB, 2012. IBGE. Síntese de Indicadores Sociais: Uma Análise das condições de vida da população brasileira 2015. Estudos & pesquisas. Brasília – DF, 2015. _____. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2014. Brasília – DF, 2015b. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/trabalhoerendimento/pnad2014/defa ult.shtm>. Acesso: 03/08/2016 INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira. Censo estatístico da Educação Superior 1970. Brasília – DF, 1971. _____. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira. Censo estatístico da Educação Superior 2008. Brasília – DF, 2009. LIMA, Elizeth Gonzaga dos Santos. Avaliação Institucional: o uso dos resultados como estratégia de (re) organização dos espaços de discussão nas universidades (Tese de Doutorado). Campinas, SP. 2008. LIMA, E. G. S.; MALANGE, F. C. V.; BARBOSA, V. A. Políticas de expansão da Educação Superior implantadas pelo estado brasileiro: reflexões sobre a democratização. In: ANAIS XIII Seminário da rede Universitas/Br, 2015, Belém, Universidade Federal do Pará. p. 1032-1050. LUCHMANN, J. C. Ensino Superior no Brasil (1994 – 2006): políticas de acesso e permanência. 2007. 77f. Dissertação (Mestrado em Educação), Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba. LUZ, Jackeline Nascimento Noronha da. O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) na Universidade Federal de Mato Grosso – câmpus Cuiabá – e a relação com a democratização do acesso. 2013. 186 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Educação Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT. Cuiabá – MT. MARQUES, E. P. S. Inter/multiculturalidade e formação continuada de educadores: o protagonismo do movimento social negro por uma pedagogia decolonial. Série-Estudos, v. 1, p. 121-139, 2014. MARQUES, Eugenia Portela de Siqueira; ROSA, Aline Anjos da; OLIVEIRA, Jonas de Paula; ALMEIDA, Fernanda Alexandrina. A Permanência de Acadêmicos Superior no Brasil: uma análise das políticas de assistência estudantil na UFGD. ANAIS XXIII Seminário da rede Universitas/Br Políticas de Educação Superior no Brasil: a expansão privado-mercantil em questão. Belém/PA, 20 a 23 de maio de 2015 MARTINS, Mariele. A Expansão da Educação Superior Brasileira: Diferentes oportunidades, segundo a origem social e diferentes percursos, segundo o gênero. Dissertação. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis – SC, 2014. MEC. LEI Nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/lei9394_LDBENn1.pdf. <Acessado em 10 mar. 2016. _____. LEI No 11.096, DE 13 DE JANEIRO DE 2005. Institui o Programa Universidade para Todos - PROUNI, regula a atuação de entidades beneficentes de assistência social no ensino superior; altera a Lei no 10.891, de 9 de julho de 2004, e dá outras providências. Disponível em:http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/L11096.htm. <Acessado em 07 mar. 2016. _____. Decreto nº 5.622, de 19 de Dezembro de 2005. Regulamenta o art. 80 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/Decreto/D5622.htm. <Acessado em 17 mar. 2016. _____. Decreto nº 5.800, de 8 de Junho de 2006. Dispõe sobre o Sistema Universidade Aberta do Brasil - UAB. Disponível em: planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/decreto/d5800.htm. <Acessado em 17 mar. 2016. _____. Decreto nº 6.096, de 24 de Abril de 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - REUNI. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6096.htm. <Acessado em 07 mar. 2016. _____. Lei nº 12.202, de 14 de Janeiro de 2010 - Altera a Lei no 10.260, de 12 de julho de 2001. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12202.htm#art1. <Acessado em 17 mar. 2016. _____. Portaria Normativa nº 2, de 26 de Janeiro de 2010. Institui e regulamenta o Sistema de Seleção Unificado – SiSU. Diário oficial da União. Brasília, DF, 27 jan. 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=2704-sisuportarianormativa2&Itemid=30192 <Acessado em 17 mar. 2016. _____. Lei nº 12.202, de 14 de Janeiro de 2010 - Altera a Lei no 10.260, de 12 de julho de 2001. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12202.htm#art1. <Acessado em 17 mar. 2016. _____. Decreto nº 7.234, de 19 de Julho de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil – PNAES. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7234.htm. <Acessado em 17 mar. 2016. _____. Portaria Normativa nº 25, de 28 de Dezembro de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil para as instituições de educação superior públicas estaduais -PNAEST. Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/diarios/24011870/pg-36-secao-1-diario-oficial-da-uniao-dou-de-29-12-2010. <Acessado em 10 mar. 2016. _____. Lei nº 12.711, de 29 de Agosto de 2012. Dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12711.htm. <Acessado em 10 mar. 2016. _____. Portaria Normativa nº 21 de novembro de 2012. Dispõe sobre o Sistema de Seleção Unificada – SiSU. Diário oficial da União. Brasília, DF, 26 nov. 2011. Disponível em: http://sisugestao.mec.gov.br/doc/portaria.pdf. <Acessado em 17 mar. 2016. _____. Balanço Social SESu 2003-2014. A democratização e expansão da educação superior no país 2003 – 2014. Brasília, 2015. _____. Anuário Brasileiro de Educação Básica 2015. Todos pela Educação. Ed. Moderna. Brasília – DF. 2015 MEDEIROS, Iraci Aguiar. Inclusão social na universidade: experiências na UNEMAT. Dissertação de Mestrado. UNICAMP, São Paulo, 2008. MILHOMEM, André Luiz Borges. A Formação inicial de professores nos cursos de Licenciatura do Câmpus Universitário Jane Vanini UNEMAT/Cáceres-MT em relação ao uso do computador na educação básica. 2012. 167 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Educação). Universidade do Estado de Mato Grosso – UNEMAT. Cáceres – MT. MINAYO, M. C. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 17. ed. Petrópolis: Vozes, 2000 NODARI, Douglas Ehle. O Desempenho dos estudantes no vestibular e a permanência nos cursos de graduação da UNEMAT./Douglas Ehle Nordari. 173f. Cáceres/MT: UNEMAT, 2016. RISTOFF, Dilvo. Educação superior no Brasil – 10 anos pós-LDBEN – da expansão à democratização. In: BITTAR, M.; OLIVEIRA, J. F.; MOROSINI, M. Educação superior no Brasil: 10 anos pós LDBEN. Brasília: INEP, 2008. p. 39-50. _______. Vinte e Um Anos de Educação Superior: expansão e democratização. Cadernos do GEA, Rio de Janeiro, n. 3, jan./jun. 2013. _______. O novo perfil do câmpus brasileiro: uma análise do perfil socioeconômico do estudante de graduação. Avaliação, Câmpusnas; Sorocaba, SP, v. 19, n. 3, p. 723-747, nov. 2014. SÁNCHEZ GAMBOA, Sílvio. Pesquisa em Educação: métodos e epistemologias. Chapecó: Argos, 2008. SANTIAGO, A. E. N.; NORBETO, P. A.; RODRIGUES, C. M. S. O Direito à inclusão: implantação de políticas de ações afirmativas nas IES públicas brasileiras – experiência na UFC. Revista Pensar, Fortaleza, v. 13, n. 1, p. 136-147, jan./jun. 2008. SANTOS, Janete. Acesso à educação superior: a utilização do Enem/Sisu na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. 2013. 126 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador – BA. SILVA, Maria das Graças M. & NOGUEIRA, Patrícia Simone. Expansão na educação superior e a política de democratização: avanços e contradições. In: Maria das graças M. (org). Políticas Educacionais: faces e interfaces da democratização. Cuiabá: UFMT. 2001. p. 13-37 VIEIRA. Evaldo, Democracia e política social. São Paulo: Cortez. Autores Associados, 1992. SILVA, M. G. M.; NOGUEIRA, P. S. Expansão na educação superior e a política de democratização: avanços e oportunidades. In: SILVA, M. G. M. (org.). Políticas educacionais: faces e interfaces da democratização. Cuiabá: EdUFMT, 2011. p. 13-37. SILVA, M. G. M.; VELOSO, T. C. M. A. Acesso nas políticas da educação superior: dimensões e indicadores em questão. Avaliação, Câmpusnas, v. 18, n. 3, p. 727-747, nov. 2013. UNEMAT. Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI – 2008-2014. 2008. Disponível em: http://www.unemat.br/prpti/pdi/docs/pdi/PDI_2008-2014.pdf. Acesso em: 02/07/2016 ________. Conselho Curador. Resolução nº 001/2010. Homologa o Estatuto da Universidade do Estado de Mato Grosso aprovado pela Resolução nº 001/2010-CONSUNI. 2010. Disponível em: <http://portal.unemat.br/>. Acesso em: 07/0/2015. _______. Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão. Resolução nº. 054/2011 – CONEPE. Institui a Normatização Acadêmica da Universidade do Estado de Mato Grosso – UNEMAT. 2011. Disponível em: <http://www.unemat.br/resolucoes/resolucoes/conepe/2649_res_co nepe_54_2011.pdf>. Acesso em: 02/07/16. ________. Assessoria de Gestão de Concursos e Vestibulares. Edital nº. 003/2012 – COVEST. Concurso Vestibular 2013/1 - UNEMAT. 2012. Disponível em: http://vestibular.unemat.br/sites/documentos/20131/vest2013_1_edital_003_abertura.pdf >. Acesso em: 23/08/2015. _____. Resolução nº 024/2012 – CONEPE. Dispõe sobre a adesão da Universidade do Estado de Mato Grosso –UNEMAT, ao Sistema de Seleção Unificado - SISU, do Ministério de Educação e Cultura. Disponível em: http://www.unemat.br/resolucoes/resolucoes/conepe/2793_res_conepe_24_2012.pdf. <Acessado em 16 mar. 2016> ________. Assessoria de Gestão de Concursos e Vestibulares. Edital nº. 001/2013 – COVEST. Concurso Vestibular 2013/2 - UNEMAT. 2013a. Disponível em: <http://vestibular.unemat.br/sites/documentos/20132/vest2013_2_edital_01_abertura.pdf.> Acesso em: 23/08/2015 ________. Assessoria de Gestão de Concursos e Vestibulares. Edital nº. 003/2013 – COVEST. Concurso Vestibular 2014/1 - UNEMAT. 2013b. Disponível em: <http://vestibular.unemat.br/sites/documentos/20141/vest2014_1_edital_003_abertura_retificado.pdf.> Acesso em: 23/08/2015 ________. Pró Reitoria de Assuntos Estudantis – PRAE. Edital nº. 003/2013 – PRAE. 2013c. Disponível em: <http://portal.unemat.br/media/oldfiles/prae/docs/2013/edital_de_auxilios _2013_2.pdf.> Acesso em: 10/07/2016 ________. Assessoria de Gestão de Concursos e Vestibulares. Edital nº. 001/2014 – COVEST. Concurso Vestibular 2014/2 - UNEMAT. 2014a. Disponível em: <http://177.67.198.46/concurso/2014_022/Docs/Edital_001_Concurso_Vestibular_2014_2_ATUALIZADO.pdf.> Acesso em: 23/08/2015 ________. Assessoria de Gestão de Concursos e Vestibulares. Edital nº. 003/2014 – COVEST. Concurso Vestibular 2015/1 - UNEMAT. 2014b. Disponível em: <http://vestibular.unemat.br/sites/documentos/20151/vest2015_1_edital_003_abertura_atualziado.pdf.> Acesso em: 23/08/2015 ________. Assessoria de Gestão de Concursos e Vestibulares. Edital nº. 001/2015 – COVEST. Concurso Vestibular 2014/2 - UNEMAT. 2015a. Disponível em: http://177.67.198.46/concurso/2015_012/Docs/Edital%20001_Concurso%20Vestibular_2015_2_atualizado.pdf. Acesso em: 23/08/2015. ________. Anuário estatístico Unemat 2015. Cáceres: Unemat, 2015b. _______. Resolução nº 069/2015 - CONEPE. 2015c. Disponível em: http://www.unemat.br/resolucoes/resolucoes/conepe/3099_res_conepe_69_2015.pdf. Acesso em: 15/09/2016. ________. Portal da Instituição. 2016a. Disponível em: <http://portal.unemat.br/?pg=universidade/>. Acesso em: 08/07/2016. _______. Portal da Parceladas. 2016b. Disponível em: http://www.unemat.br/proeg/parceladas/?link=oquee. Acesso em: 03/07/2016. _______. Programa de Mobilidade Acadêmica. 2016c. Disponível em: http://portal.unemat.br/media/files/Edital_004_2016_Programa_Mobilidade_Nacional_ABRUEM.pdf. Acesso em: 03/07/2016. _______. Resolução nº 006/2016 - CONEPE. 2016d. Disponível em: http://www.unemat.br/resolucoes/resolucoes/conepe/3329_res_conepe_6_2016.pdf. Acesso em: 15/09/2016. RIEDER, Arno. A Interiorização da Educação Superior no Brasil: Caso de Mato Grosso. Rev. GUAL., Florianópolis, v. 4, n. 3, p.228-247, set/dez. 2011 ________. Extensão Universitária: Características da 1ª Edição do Projeto Rondon e seus Programas. In: Anais do IV CBEU – Congresso Brasileiro de Extensão Universitária, 2009, Dourados (MS). Anais do 4 CBEU. Dourados: UFGD, 2009. TAVARES, Renata Neves. Universidade Federal de Mato Grosso: memórias de uma conquista. Cuiabá: UFMT. Dissertação de Mestrado, 2001. VELOSO, Tereza C.M.A.; SILVA, Maria das Graças G.M. da; BERALDO, Tânia M. Educação superior no mato grosso: 1991 – 2004. In: A Educação Superior Brasileira: 1991 – 2004, Mato Grosso. Brasília, INEP, 2006. ZATTAR, Neuza Benedita da Silva; TEIXEIRA, Danielle Tavares; ARTIOLI, Luiza Bernadete. UNEMAT 30 anos: Pelos Caminhos de Mato Grosso. Editora da UNEMAT, Cáceres, 2006. _______, N. B. da S. Do IESC à UNEMAT: uma história plural 1978-2008. Cáceres-MT: Unemat Editora, 2008.
Tipo de acesso: openAccess
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://deposita.ibict.br/handle/deposita/45
Data de publicação: 2017
Aparece nas coleções:Centro-oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Luiz_Francisco_Borges.pdfDissertação Completa2,46 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons

Ferramentas do administrador